sábado, julho 07, 2007

A Morte da Secadora

Ela já estava ruinzinha, quando veio para cá. Tinha o condensador cheio d'água e não conseguia bombear água para o reservatório superior. Fazia barulhinho, mas funcionava. Me salvou a pele umas 4-5 semanas sem chateação.

De duas semanas para cá, entretanto, a situação se agravou muito. O barulho era ensurdecedor, a secagem, lenta demais.

Eu chamei um técnico, que não consegui atender, por um problema de pânico: eu aceitei agendar o técnico para o dia seguinte, o que não ajudou a conseguir tempo livre no trabalho. Assim, telefonei, desmarquei, remarquei para ontem, e estava esperando que fosse algo simples e que pudesse ser feito imediatamente.

Não era.

O sujeito que veio compreendia perfeitamente o meu inglês, mas falava comigo em holandês... :-( muito bom sujeito, realmente. Ele me explicou (com algumas palavras em inglês misturadas com outras em holandês) que a máquina precisava ir para a oficina, que ficaria pronta em uma semana e que custaria 300€. Eu achei o preço um absurdo, e pedi a ele que sentasse por 5 minutos, que eu precisava fazer uma consulta.

Em 2 minutos eu tinha o preço da minha máquina de secar: 320€.

Voltei ao técnico, já com uma impressão de "estou sendo esfolado", e lhe expliquei que, com o valor que ele me pedia pelo conserto, eu poderia comprar uma máquina nova. Ele não se afetou, disse que sim, que provavelmente poderia. Eu lhe disse que não desejava que a minha máquina fosse consertada, e lhe perguntei se ele não a compraria. Ele disse que não a comprava, mas me ofereceu máquinas de secar por 800€ (meus deuses, nem morando na periferia o povo acredita que eu sou pobre); eu agradeci, disse que não tinha o dinheiro e que iria pensar no que fazer.

Aí ele fechou a malinha e me disse "são 69€".

Eu me assustei, esbravejei, reclamei que era demais para uma consulta, mas não tive outra alternativa que não pagar. E ainda precisei trocar o dinheiro, por que nem troco o sujeito não tinha.

Pelo menos, ele me deixou um recibo...


Voltei para o computador decidido a resolver a questão o mais depressa que eu pudesse. Encontrei um website que faz pesquisas de preços, procurei por uma máquina de lavar que coubesse no meu bolso, verifiquei que se podia fazer pagamentos com cartão de crédito, verifiquei que eu podia pagar aquilo para o mês que vem (obrigado, planilha de cálculo), e mandei vir a máquina nova. Deve estar aqui entre sexta da semana que vem e quarta da outra semana.

O resto do dia eu passei jururu, por causa das férias frustradas que precisei pedir no trabalho e por causa da quantidade estúpida de dinheiro que eu gastei com isso.

Nenhum comentário: