terça-feira, junho 17, 2008

Confirmado: a pressão alta se foi...

Hoje eu fui ao médico, bem cedo, pegar os resultados do meu primeiro teste de pressão arterial de 24 horas.

Entre outras coisas, eu aprendi que a avaliação de pressão alta mudou muito nos últimos anos. Agora, existe uma tabela, e fatores de risco. O ideal é que uma pessoa viva em fator de risco 1, que é o mais baixo, a vida toda.

Entre outras coisas, a tabela leva em consideração se o paciente fuma, se tem males relacionados com os rins, se tem histórico de cardiopatias na família e se é obeso. Os níveis de colesterol e triglicérides também entram no cálculo do fator de risco.

Com as informações que o meu médico tinha, o pior caso seria que toda a minha família tivesse histórico de cardiopatias e que os meus valores de triglicérides e colesterol estivessem em valores absurdamente altos.

Mesmo assim, a minha pressão estava muito boa, bem abaixo dos valores do "pior caso", e tendendo a valores médios que o médico considerou muito saudáveis.

A única coisa que ele quer é que eu perca peso, mas não apenas por causa da pressão. Ele disse que me faria muito bem no geral, e sugeriu até que as meninas holandesas preferem rapazes mais magros.

Ele me pediu para voltara vê-lo em 3 meses a contar de hoje, e para tentar perder três quilos neste período, por minha própria conta.

Eu vim para o escritório cantando alto e flutuando na bicicleta, tamanha a minha felicidade. A Holanda me deu uma vida nova, e ainda parece ter feito muito bem para a minha pressão arterial...

Nenhum comentário: