domingo, dezembro 28, 2008

Londres!

Chegamos a Londres pelo London City, o aeroporto mais charmoso da cidade. Também o menor, mais central e mais exposto ao vento. A Camila que o diga, acho que ela nunca passou tanto frio para ir da porta do aeroporto ao táxi.

O taxi nos levou sem dificuldades e sem contratempos diretamente ao hotel, um lugar chamado The Luxury Inn, uma pequena pousada perdida no meio de Essex. Charmosa, limpinha, decente. Não é nenhum hotel cinco estrelas no meio do deserto dos Emirados Árabes Unidos, mas vai ser ótimo para as minhas férias.

Os transportes inicialmente estavam me deixando de cabelos brancos, especialmente quando eu pensava que teria de depender de uma linha de ônibus que sai daqui e vai até Piccadilly Circus, passando por King's Cross e Essex road, entre outros lugares que eu sempre escutei falar e nunca vi. Para a minha surpresa, passa um ônibus a cada 6 minutos, é tudo eletrônico, organizado, decente e funcional. Não se escuta muito barulho nos ônibus, anda-se com conforto e relativa celeridade, especialmente para uma cidade toda errada, onde as pessoas tem a mania de dirigir no lado errado. ;)

Bom, chegamos ao hotel, nos ajeitamos, nos agasalhamos melhor e fomos caminhar. Piccadilli Circus é interessante, apesar da multidão de gente que a gente encontrou. O "tube", o tão falado metrô Londrino, por agora, não está sendo muito útil, por que não estamos alojados num lugar com facilidades de acesso para o metrô. Talvez amanhã, com mais calma, eu resolva este problema. Talvez para o ano que vem, quando eu vier outra vez.

Londres é mais ou menos do jeito que eu imaginava que seria. Uma cidade grande, com muita gente, alguns problemas, e distâncias grandes e demoradas de vencer. Mas também me surpreendeu a respeito da acessibilidade das pessoas, da qualidade da comida, dos preços praticados pelos pubs (agora, com a queda da Libra Esterlina, está barato vir a Londres), pela diversidade cultural e pela multitude de restaurantes e teatros, casas de espetáculos e outras instituições culturais que há por aqui.

De qualquer forma, o passeio está apenas começando e as fotos não tardam. Amanhã vou levar a minha câmera comigo e vou bater muitas fotos de tudo o que eu conseguir. Eu espero mais surpresas agradáveis e mais coisas boas. E já considero a possibilidade de eventualmente procurar emprego em Londres e trocar a calma Amsterdam pela vida mais agitada da capital inglêsa. Mas tudo a seu tempo, que esta é uma viajem turística.

Amanhã, tem mais.

Nenhum comentário: